Oito pessoas morreram em acidentes registrados nas rodovias federais que cortam o Paraná durante o feriado de Independência. O número de óbitos é maior que o registrado no feriado do ano passado, que teve um dia a menos e sete pessoas morreram.

Entre quinta-feira (6) e domingo (9) foram 111 acidentes que, além dos oito mortos, deixaram 132 pessoas feridas.

A PRF apontou o excesso de velocidade, a ingestão de álcool, a realização de ultrapassagem indevida, a desatenção e a desobediência à sinalização como causas dos seis acidentes fatais.

Todas as oito mortes ocorreram com pista seca; sete em trechos de reta e seis no período da noite. As mortes ocorreram em duas colisões frontais, dois atropelamentos, uma colisão transversal e uma colisão traseira.

Irregularidades
Foram identificadas 538 ultrapassagens proibidas e os radares portáteis operados pelos agentes da PRF capturaram 9.084 imagens de veículos acima dos limites máximos de velocidade. Além disso, 73 motoristas foram flagrados dirigindo embriagados.

Em 42 abordagens, a PRF constatou que crianças eram transportadas sem os equipamentos de retenção adequados à idade.

Na mesma operação no ano passado, que teve um dia a mais de duração, a PRF registrou sete mortes, 145 feridos e 131 acidentes no Paraná.

8 mortes

132 feridos

111 acidentes

73 flagrantes de embriaguez

538 ultrapassagens proibidas

9.084 veículos em excesso de velocidade

42 crianças sem cadeirinha