A Polícia Civil de Laranjeiras do Sul, com apoio da população e da Polícia Militar identificou e prendeu Darlei Nunes Santos, autor do homicídio de Eliana Souza Leal, de 25 anos.

O fato ocorreu na sexta dia 09, no assentamento Wagner, em Goioxim-PR.

A Policia Militar foi acionada por volta de 5 horas do dia 10, encontrando no local o corpo de Eliana, com sinais de violência sexual.

O crime começou a ser desvendado quando a população local, por volta de 10 horas da manhã do sábado revoltada com a barbaridade do crime identificou e deteve a pessoa Darlei, como sendo o provável autor do fato, acionando em seguida a Polícia Militar que conduziu o indivíduo até o destacamento e, posteriormente, à Subdivisão de Polícia de Laranjeiras do Sul.

Na sede da Policia Civil, Darlei negou a autoria do crime, caindo em diversas contradições, o que levou a equipe de investigação a ter quase certeza da sua participação na ação criminosa, tendo como principais indícios do crime o fato de haver sangue no tênis do suspeito, marcas de arranhões (supostamente provocada pela vitima), sêmen nas suas roupas íntimas e ainda está de posse de uma moto, sem parte do retrovisor, o qual foi encontrado no local do crime.

Diante das evidências, foi iniciado o flagrante delito, quando então, Darlei confessou o crime.

O autor do bárbaro crime disse, durante o interrogatório, que foi até a residência da vítima, dizendo que queria ajuda para consertar sua motocicleta, atraindo Eliane para uns 500 metros de distância da sua casa. Neste momento, Darlei passou a assediar Eliane, que se recusou a ficar com o autor. Diante da recusa, Darlei pegou um pedaço de pau (que já havia deixado propositadamente no local) acertando Eliane com dois golpes na cabeça, levando-a a perder a consciência. Ato contínuo, Darlei manteve relação sexual com Eliane, fugindo do local em seguida, após avistar um carro próximo ao local.

Darlei está preso na Subdivisão de Polícia de Laranjeiras do Sul. O flagrante foi encaminhado eletronicamente à Justiça de Cantagalo que analisará a regularidade do procedimento, podendo converter a prisão em flagrante em prisão preventiva.

A Policia Civil de Laranjeiras do Sul continuará trabalhando firme em defesa da sociedade, objetivando solucionar os crimes, identificar os autores e prender os criminosos.