Possível saída de Bruno Henrique gera problema e críticas de Felipão

37

Palmeiras venceu o São Caetano neste domingo (27) e tem feito uma campanha tranquila no início do Campeonato Paulista. Mas um problema deve atormentar os bastidores do Verdão nesta semana, a possível venda do volante Bruno Henrique para o Tianjin Teda-CHN.

A entrevista coletiva de Felipão, após o jogo, já ficou marcada por esse tema. Ao ser questionado, o técnico criticou empresários e jornalistas inicialmente. Ele perguntou a um repórter quem tinha divulgado essa suposta proposta de um time chinês. O jornalista respondeu que foi o empresário do volante. Então Felipão disparou: “tem sido comum vocês passaram para frente uma notícia que alguém planta. Mas alguém tem interesse. Empresário vende peixe. E você estão vendendo para ele de graça. Cobrem um percentual, vamos ver se ele vai dar para vocês”.

Depois o técnico pediu para o Palmeiras fazer um esforço para segurar Bruno Henrique no elenco: “o Palmeiras quer ter uma grande equipe, e está formando uma grande equipe, então provavelmente vai dar condições para que ele saiba que vamos valorizá-lo muito. Quem quer um grande time vai ter que gastar um pouco mais”.

Mas além da vontade do Palmeiras, a permanência de Bruno Henrique também pode depender do próprio volante. Isso porque a multa rescisória dele é baixa para os padrões chineses, R$ 25,8 milhões. Se esse valor for pago, o Verdão não poderá recusar a oferta. No máximo poderá oferecer uma renovação de contrato Bruno e torcer para que ele prefira ficar no Palmeiras. Mas os altos salários oferecidos pelos chineses tendem a ser mais tentadores.

Bruno Henrique é o atual capitão do Palmeiras e foi um dos melhores jogadores do Campeonato Brasileiro de 2018. O elenco atual não tem um reserva definido para ele, com Felipe Melo e Moisés se revezando na função. Se realmente sair, o volante precisará de um substituto à altura, o que não será fácil de encontrar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here