Um misto de tristeza e alegria tomou conta do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo, em Guarapuava, nesta semana. Após a morte de uma gestante de 37 anos, a equipe do hospital precisou trabalhar rápido para conseguir salvar o bebê. E conseguiram. O pequeno, de 23 semanas, cerca de 6 meses, veio ao mundo pelas mãos do ginecologista e obstetra, Antonio França Araújo. O caso aconteceu na última terça feira (8). Os nomes da mãe e da criança foram mantidos em sigilo.

De acordo com informações da comunicação do São Vicente, a paciente deu entrada na instituição com um quadro grave de AVC hemorrágico. Ela sofreu uma parada cardíaca e a médica da UTI, Fernanda Ziger Borges, tentou reanimá-la, mas, infelizmente, sem êxito. Em um momento de dor, as preces da família se voltaram para que o corpo clínico conseguisse salvar o bebê.

Segundo a assessoria do hospital, o médico Antonio França Araújo precisou fazer uma cirurgia de emergência para salvar a criança. O pequeno veio ao mundo com apenas 690 gramas.

Após a morte da mãe, a família optou por um ato nobre e autorizou a doação das córneas. O caso foi divulgado no Facebook do hospital. Em pouco tempo, a publicação viralizou. Até o fechamento desta matéria, ela acumulava mais de 2,3 mil reações.

“Se não fosse a eficiência da equipe médica, enfermeiros, talvez o bebê não tivesse sobrevivido”, informou a publicação.

Imagem meramente ilustrativa