O vocalista do Linkin Park, Chester Bennington, se matou, segundo o site TMZ. Segundo fontes da polícia, o cantor se enforcou em sua casa, nos Estados Unidos, e foi encontrado nesta quinta-feira (20) às 9 horas, em horário local.

O músico lutava com o vício em álcool e drogas. Ele já tinha dito anteriormente que pensava em suicídio, e que foi molestado por outro homem quando ainda era criança.

Chester era amigo próximo de Chris Cornell, vocalista do Audioslave e Soundgarden, que também se matou em maio deste ano. Hoje era o aniversário de 53 anos de Cornell.

Chester tinha 41 anos e era pai de seis filhos.

O Linkin Park, ainda em atividade, é uma das bandas de maior sucesso do início dos anos 2000. Misturando gêneros como metal e rap, o grupo se tornou rapidamente um dos maiores expoentes do chamado nu metal.

O primeiro álbum do Linkin Park, Hybrid Theory, saiu no ano 2000, e se transformou num grande êxito comercial. No total, atingiu cerca de 24 milhões de cópias vendidas no mundo. O trabalho mais recente da banda é o disco One More Light, que saiu em maio de 2017.

Além do Linkin Park, Chester também foi integrante do Stone Temple Pilots, uma das bandas mais conhecidas do grunge. Ele substituiu o vocalista Scott Weiland, morto em 2015. Com o STP, Bennington lançou o EP High Rise, em 2013.

R7