Terminou por volta de 03h da madrugada de sexta-feira (24) um dos mais longos julgamentos realizados neste ano de 2017 no Tribunal do Júri da Comarca de Francisco Beltrão.

Foram submetidos a júri popular sob acusação de homicídio, Claudemir Guermo, 36 anos, Nilmar Domingos Alves, 36 anos e Júlio César Alves, 30 anos.

Segundo a denúncia do Ministério Público, no dia 12 de novembro de 2015, por volta de 05h na Rua Santa Terezinha, bairro Cristo Rei, Nilmar e Júlio César, teriam efetuado disparos de arma de fogo contra Alexsandro da Silva, quando ele saia de casa de carro, e que morreu devido aos ferimentos.

Claudemir foi acusado de ser o mandante do crime, devido ao fato de Alexsandro estar se relacionando com sua ex-mulher.

Os três aguardavam presos a decisão da Justiça.

O julgamento iniciou às 09h de quinta-feira (23) e terminou às 03h da madrugada de hoje e após cerca de 19h de julgamento a sentença final foi de condenação para Nilmar Domingos Alves, a 21 anos de reclusão regime inicialmente fechado e foram absolvidos Claudemir Guermo e Júlio César Alves.

Atuaram na defesa de Claudemir os advogados Eliel de Almeida e Marcio Graczik, na defesa de Júlio Cesar Alves o advogado Gilberto Carlos Richthcik e na defesa de Nilmar Domingos Alves a advogada Ione Iurko.

O Ministério Público foi representado pela promotora de justiça Beatriz Aguiar Arendt Schmidt e o júri foi presidido pela Juíza de Direito Janaína Monique Zanelatto Albino.