Sessenta venezuelanos, que solicitaram refúgio ao Brasil, serão trazidos para o Paraná na próxima quinta-feira (30). De acordo com informações divulgadas pela Casa Civil da Presidência da República, eles fazem parte de um grupo que será transferido de Boa Vista, capital de Roraima, para Goioerê, no Noroeste do Paraná.

Na cidade do interior, eles serão inseridos na Aldeia SOS, uma casa lar ampla que possibilitará a inserção deles em atividades locais.

Segundo a Casa Civil, a interiorização é uma iniciativa criada para ajudar venezuelanos em situação de extrema vulnerabilidade a encontrar melhores condições de vida em outros estados brasileiros.

Distribuição

As cidades de Manaus, João Pessoa e São Paulo começam a receber já nesta terça-feira (28) 187 venezuelanos transferidos por meio do programa de interiorização. Os solicitantes de refúgio ou residência embarcaram em Boa Vista por volta das 9h30 (horário local) em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). Todos os selecionados aceitaram participar da interiorização, foram vacinados, submetidos a exame de saúde e regularizados no Brasil – inclusive com CPF e carteira de trabalho.

A interiorização tem o apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), da Agência da ONU para as Migrações (OIM), do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).