Dois crimes ambientais foram registrados pela Polícia Ambiental no município de Pinhão, em um único dia. Numa das localidades do interior do município, estava acontecendo a supressão de vegetação nativa em estágio inicial e médio de regeneração e roçada de sub-bosque em área de preservação permanente, às margens de um córrego, com menos de um metro de largura, e de uma nascente. A área compreende 2,101 hectares. Foram identificadas as seguintes espécies nativas: Arroeira (Schinus terebinthifolius), Pessegueiro bravo (Prunus myrtifolia), Vassourão (Vernonanthura discolor) e Guajuvira (Patagonula americana). Em contato com um transeunte este informou quem seria o proprietário.

Ainda na terça feira (12), a equipe do Posto de Segredo, em atendimento a denúncia, também flagrou o corte isolado de cinco pinheiros (araucária angustifólia), espécie da flora ameaçada de extinção no Paraná. Encontram-se armazenadas no local nove toras, totalizando 3,240 metros cúbicos. Os pinheiros foram cortados na margem de floresta em estágio médio e avançado de regeneração de vegetação secundária, do bioma Mata Atlântica. Foi constatado ainda o armazenamento de 32 palanques de imbuia de 2,00×0,10×0,10, totalizando 0,640 metros cúbicos. A área, em questão, já foi fiscalizada anteriormente e segundo informações foi identificado o proprietário.

No dia seguinte, a equipe retornou ao local e dando continuidade a fiscalização, foram constatados mais três cortes isolados de pinheiro (araucária angustifólia) e o corte isolado de seis imbuias (ocotea porosa) as quais foram derrubadas e desdobradas no local. Não haviam pessoas nem veículos na área no momento da fiscalização.

Em todos esses casos foram encaminhados ofícios para a Delegacia de Polícia Civil de Pinhão e ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP), em Guarapuava, para as medidas cabíveis. Nessa quinta feira (14), outro caso de crime ambiental foi registrado na região, desta vez, em um distrito de Guarapuava.

SERVIÇO

A Polícia Ambiental informa que as denúncias sobre crimes ambientais devem ser feitas através do telefone 181 ou pelo e-mail: denunciaambiental@pm.pr.gov.br.