A presidente do Conselho da Comunidade de Curitiba – órgão da Execução Penal da Comarca -, Isabel Mendes, esteve na tarde desta terça-feira (10) na superintendência da Polícia Federal para obter informações sobre o espaço onde está preso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ela conversou com o superintendente Maurício Leite Valeixo.

De acordo com Isabel, o delegado Valeixo repassou que já existe autorização para que Lula receber visita dos filhos, mas que o ex-presidente ainda não expressou este desejo. As visitas, quando acontecerem, deverão ser em qualquer dia com exceção da quarta-feira, quando ocorre a visitação para outros presos da Operação Lava Jato.

Isabel ainda comentou sobre a tentativa da visita de nove governadores e três senadores a Lula na tarde de hoje. “O que ele (Valeixo) me disse que foi o seguinte: apesar da negativa da juíza (proibindo o acesso dos políticos), não seria feita a visita sem que o ex-presidente Lula dissesse que queria. Está sendo atendido àquilo que ele deseja. Tudo é feito por meio do advogado, que está vindo aqui todos os dias”, afirmou.

Outra revelação feita pelo superintendente à Isabel foi de que Lula ainda não quis utilizar suas duas horas de banho de sol por dia, até o momento. Existe uma área destinada especialmente a ele para isto, mas que não foi acessada pelo ex-presidente por enquanto.

A presidente do Conselho da Comunidade ainda informou que todo o acesso até a cela de Lula está monitorado e com vigilância constante de policiais federais. De acordo com ela, Valeixo ainda relatou que toda a equipe está de prontidão para qualquer necessidade do ex-presidente.

“Para nós, foi satisfatório o que foi dito e o que nos foi. A gente sentiu que havia muita segurança, atenção e preocupação com as condições e a situação do ex-presidente Lula”, afirmou Isabel.

Entre as atribuições do Conselho da Comunidade está a de verificar as condições das carceragens e das condições de presos em delegacias e penitenciárias.