Nesta quarta-feira, dia 28, Ivandor Ramos, 52 anos, esteve sentado no banco dos réus no Fórum da Comarca de Mangueirinha, o qual respondia por duplo homicídio qualificado, fato ocorrido no dia 29 de agosto de 2010, no interior do município de Honório Serpa, onde foram mortos o Sargento Flávio Padilha, 38 anos, e o Soldado Nelson Prebianca, 35 anos.

Ao final do júri, Ivandor Ramos, foi condenado a 14 anos pelo crime de homicídio duplamente qualificado contra o Soldado Nelson Prebianca e mais 12 anos de prisão pelo crime de homicídio qualificado da morte do Sargento Flávio.

Na época o crime ocorreu durante uma festa na comunidade de Nova Terra, distante aproximadamente 30 km de Honório Serpa, onde Ivandor Ramos e os dois filhos Júlio Cesar dos Santos Ramos, 26 anos e Nelson Fernando Ramos, 29 anos, estavam promovendo confusão. De acordo com informações, os dois irmãos estavam provocando desordem no local, sendo que a polícia foi acionada. No momento da prisão dos dois irmãos, o pai Ivandor Ramos investiu contra os policiais armado com um revólver e efetuou os disparos que resultaram na morte dos PMs.

Após o crime os três fugiram, porém, se entregaram uma semana depois. Os irmãos Júlio César dos Santos Ramos e Nelson Fernando Ramos, já haviam sido condenados em júri realizado no dia 01 de agosto de 2011 a uma pena de 12 anos de prisão cada um em regime fechado.