Após 10 dias de investigação a Policia Civil de Santa Catarina localizou no final a tarde desta quarta-feira, 16, em Ampére, sudoeste do Paraná, o corpo do caminhoneiro Ezequiel Schneider, 41, que estava desaparecido desde o dia 5 de janeiro. Policiais da cidade catarinense de Pinhalzinho, com apoio da delegacia de Maravilha, encontraram o cadáver as margens da PR 182, sentido a Realeza, cerca de 5 km da cidade. A vítima estava em um barranco a cinco metros da via. O corpo estava com marcas de sangue e de barriga para baixo.

Desde o registro do fato a equipe comandada pelo delegado Arthur Lopes realizou diligencias para elucidar o caso. O caminhão scania baú, com placas de Cruzeiro do Sul/RS, foi localizado no dia 8 no estado vizinho, na cidade de Saudades. O veículo estava abandonado em um posto de combustível que fica na BR 282. A polícia informou que ele carregou em Itumbiara/GO e teria como destino Chapecó/SC.

Nesta quarta-feira os policias traçaram um roteiro baseado nas informações do sistema de rastreamento do caminhão e a pé andaram as margens da rodovia no sentido Realeza/Ampére. Ao se aproximarem do ponto onde estava a vítima foi sentido um forte odor e foi avistado alguns pertences de Ezequiel. Foi entrado na mata e em meio à vegetação o corpo foi encontrado.

O delegado informou que o trabalho não cessou desde o dia do registro do desaparecimento. “O caminhão foi encontrado, foi acionada a pericia e foi verificada a presença de sangue na parte de trás da cabine do veículo. Nossas investigações chegaram ate uma pessoa suspeita e ela está presa acusada de ter participado do crime. Com as informações de hoje passa oficialmente a ser uma investigação de latrocínio – roubo seguido de morte.”

Já era noite quando a Polícia Cientifica fez a perícia e o corpo foi removido para o Instituto Médico legal de Francisco Beltrão. A vitima estava vestida com bermuda azul e camiseta em tom cinza. Vários pertences de Ezequiel, como uma garrafa térmica e uma rede, foram encontrados no local. Toda a ação também foi acompanhada pela delegada da comarca de Ampére Tais Melo.

O delgado Arthur Lopes informou que as investigações prosseguem e nesta quinta-feira, 17, às 10h30, na sede da Delegacia Regional de Chapecó será concedida uma entrevista coletiva. “Algumas informações ainda seguem em sigilo, pois estamos investigando o fato. É importante agradecer todos os profissionais que estão colaborando nesse trabalho, pois sem eles não teríamos chegado até o corpo.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here