Vinte por cento a mais é o que Reserva do Iguaçu e 14 municípios da região passarão a receber como compensação financeira por serem afetados pelo funcionamento de usinas hidrelétricas. É o que determina uma nova regra de distribuição da Compensação Financeira pela Utilização de Recursos Hídricos (CFURH), sancionada pelo Presidente Michel Temer nesta semana.

Assim, a compensação aos municípios passa de 45% para 65%, significando R$ 178 milhões a mais para os 84 municípios do Paraná que recebem, de acordo com a Associação Nacional dos Municípios Sede de Usinas Hidroelétrica. O dinheiro foi retirado da fatia dos Estados, que antes recebiam 45% da indenização e agora ficarão com 25%.

O deputado estadual Bernardo Ribas Carli comemora a medida, que beneficiará Reserva do Iguaçu e diversos municípios da região com um importante reforço aos caixas das prefeituras. Corresponde, também, com os objetivos da Frente Parlamentar de Produtores de Energia Elétrica do Paraná, coordenada pelo parlamentar na Assembleia Legislativa.

“A Frente Parlamentar visa contribuir com a expansão das unidades geradoras e o consequente desenvolvimento sócio-econômico das pequenas cidades e microrregiões. Acreditamos que os empreendimentos elétricos melhoram a vida dos cidadãos em suas cidades, e a nova regra da compensação financeira é um exemplo disso. Estamos muito felizes com esta determinação”, afirmou.

Municípios da região que recebem compensação financeira

– Bituruna

– Candói

– Cantagalo

– Chopinzinho

– Coronel Domingos Soares

– Cruz Machado

– Foz do Jordão

– Guarapuava

– Mangueirinha

– Pinhão

– Quedas do Iguaçu

– Reserva do Iguaçu

– Rio Bonito do Iguaçu

– União da Vitória

– Virmond