RESERVA DO IGUAÇU

Homem é picado por escorpião no interior de Reserva do Iguaçu

24 de janeiro de 2020

Um homem de 42 anos foi picado por um escorpião no interior do município de Reserva do Iguaçu. A vitima foi picada na perna quando foi se deitar em sua cama. O mesmo foi encaminhado até o Centro Municipal de Saúde. O homem recebeu todos os procedimentos necessários e foi liberado, o escorpião foi encaminhado para a 5ª Regional de Saúde.


O munícipe foi picado por um escorpião marrom  que não é tão agressivo se comparado a outras espécies. De início o animal foge, porém se o incômodo de um humano persistir pode picar. Seu veneno é menos perigoso do que o do escorpião amarelo.


Cuidados


A coordenadora da Vigilância, Keity Fortes, esclarece que para evitar que escorpiões procurem abrigo dentro das casas é fundamental manter os quintais e jardins limpos, não acumular folhas secas e entulhos e buscar não acumular lixo para evitar também outros insetos como a barata. “Escorpiões e aranhas são predadores naturais das baratas e onde houver muitas baratas acaba atraindo animais peçonhentos que buscam por comida e abrigo”, explicou.


Mesmo com o quintal limpo, aconselham-se vedar frestas, vãos, buracos, colocar soleira nas portas, trocar ralos do banheiro por um que abre e fecha ou colocar tapete de borracha sobre o ralo para que eles não subam da fossa atrás de pequenos insetos. “Os escorpiões têm hábitos noturnos e, durante o dia, escondem sob cascas de árvores, pedras e dentro de domicílios, principalmente em sapatos. Podem sobreviver vários meses sem alimento e mesmo sem água, o que torna seu combate muito difícil”, completou o especialista. 


Acidente com picada


A pessoa deve ser levada imediatamente até um Pronto Atendimento de Urgência e Emergência ou hospital para conter o veneno e iniciar o tratamento. O ideal é fazer uma compressa de gelo que ameniza a ação do veneno e, se possível, levar o escorpião morto ou vivo para que seja feito o tratamento adequado e identificado pela Unidade de Vigilância.


Infomações - Lorival Lima/Diário Reservense

PB Agência Web