POLICIAL

Após oferta de emprego jovem é estuprado em Guarapuava

16 de fevereiro de 2020

Um caso de estupro movimentou esse sábado no bairro Vila Carli em Guarapuava. A polícia foi acionada após um homem e um adolescente afirmarem para uma mulher que iam estuprá-la.


De acordo com a PM, um homem saia para trabalhar na Rua Carajás quando foi abordado por um adolescente pedindo um copo de água. Assim, já que estava de saída pediu que a esposa atendesse ao pedido do rapaz. Ao trazer o copo de água ao jovem, a mulher percebeu que ele estava acompanhado de um homem que estava dentro de um carro em frente a casa.


Assim, conforme a mulher, o homem mandou que o adolescente dissesse “somos estupradores e viemos estuprá-la”. Após o adolescente repetir a afirmação, a mulher começou a chorar e desesperada ligou para o marido, que retornou ao local. No caminho encontrou com o adolescente e tentou contê-lo, mas ele fugiu em uma mata fechada. O homem que estava dentro do carro fugiu ao perceber a movimentação.


Ainda de acordo com a PM enquanto a equipe ouvia o relato da vítima, o homem tentou retornar à residência, mas ao avistar a equipe policial fugiu. A equipe tentou a abordagem, mas ele conseguiu fugir.


OUTRA OCORRÊNCIA


Enquanto a equipe fazia buscas na Região para localizar os autores, chegou uma ligação na central 190 de um senhor relatando que seu filho de 15 anos saiu de casa no dia anterior com um homem que havia lhe oferecido trabalho como ajudante de pedreiro.


Porém, teria retornado com hematomas no pescoço e dizendo ter sido estuprado pelo homem que o levou. Assim, a equipe acreditou haver conexão entre as ocorrências, e juntamente com as vítimas foram até o endereço do senhor. O adolescente foi reconhecido pela mulher e seu marido como o jovem que havia pedido o copo de água.       


Ao ser questionado pelos policiais, ele contou que conheceu o homem de 30 anos que lhe ofereceu um trabalho como ajudante de pedreiro, mas que teria que ser de madrugada para não atrapalhar as atividades do local. Além disso, ele relatou que por volta das 3h se encontraram em um bar no bairro Industrial.


Assim, o homem convidou o adolescente para beber e depois iriam para a obra. Ainda de acordo com o jovem, ele e o agressor ficaram cerca de uma hora e meia bebendo e depois embarcaram no carro. Depois disso, o homem o levou para uma estrada escura, parou o carro e o forçou a ter relação sexual com ele. O adolescente afirmou que tentou fugir, mas foi agredido.


Assim, após a violência sexual, foi levado até o Bairro Vila Carli, onde o homem disse que iriam para a casa de sua mãe, que ao passar pela rua Carajás, o adolescente pediu para que o homem parasse o carro pois precisava urinar. Assim, neste momento viu o homem saindo para trabalhar e queria pedir ajuda.


LOCALIZAÇÃO


Depois de ouvir o relato do adolescente, a equipe então iniciou as buscas para localizar o autor. Deslocado até a casa dele onde a esposa do indivíduo relatou que seu marido saiu de casa em data anterior e que pela manhã chegou em casa deixou o carro e saiu correndo dizendo que iria na casa do adolescente.


Assim, a equipe fez o possível trajeto entre a casa do autor e do adolescente, e encontrou o homem que recebeu voz de prisão e foi encaminhado a 14ª SDP.


Foram conduzidos também as vítimas e o adolescente acompanhado de seu pai. Após os procedimentos na 14ª SDP, o adolescente foi encaminhado ao hospital São Vicente de Paulo para exame, o mesmo apresentava hematomas no pescoço. O veículo utilizado pelo autor foi recolhido administrativamente.


Informações - RSN

PB Agência Web